www.noticiasdecoura.com
noticiasdecoura@gmail.com
Tel.Fax 251 782 643

Edição on-line

 
   
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 


::. Destaques



COLUNA PRIMA

O “Notícias de Coura” completa com esta edição sete anos de vida. De 10 de Junho de 2003 até hoje, inovámos, trabalhámos com prazer e fizemos deste o jornal verdadeiramente livre e plural de Paredes de Coura. Quinzenalmente emocionamo-nos ao sentirmos que somos o jornal preferido do leitor, redobrando, a cada dia que passa, a entrega e dedicação a este projecto.

Campanhas difamatórias e agressões físicas não nos fizeram mossa.
Olhamos estes sete anos com satisfação e, sem ponta de arrogância, com a noção de dever cumprido diante daquilo que o leitor espera de nós.
Sabemos, no entanto, que o mais importante é sempre o que está para vir. É o futuro que nos interessa verdadeiramente.
Quem gasta o presente a olhar para trás não vai longe, bem se sabe.
O “Notícias de Coura” é um desafio que se renova a cada edição. Com trabalho e empenho, promessa única que deixo ao leitor.
Por mais que isso custe a quem perde o sono com o sucesso do NC, o encontro fica desde já marcado, caro leitor, para a próxima edição.

Nota – Neste último ano de vida, o NC viu partir um dos seus colaboradores, Manuel Gonçalves, que morreu no dia 19 de Dezembro de 2009. Um exemplo de estatura moral e intelectual em vida, Manuel Gonçalves foi também um exemplo na hora da morte ao doar o corpo ao Instituto de Medicina Legal do Porto, para apoio à ciência. Julgo de inteira justiça recordá-lo, neste espaço, no momento em que o NC comemora mais um ano de existência.
“Manuel Gonçalves era um dos melhores, senão o melhor de todos nós, os que o conhecemos há mais de vinte anos. Inteligente, perspicaz, culto de nos fazer inveja, frontal, daquela frontalidade difícil que sabe evitar a má-criação, corajoso e homem de lutas, pela verdade, pela liberdade, contra a santa hipocrisia instalada por aí a eito. Manuel Gonçalves nunca escondeu nem titubeou na hora de lutar pelas suas convicções, criou por isso alguns anticorpos (‘é o lado para onde durmo melhor’, dizia) que na hora da sua morte são bem capazes de lhe chorar lágrimas de crocodilo”, assim escreveu o NC no dia 22 de Dezembro de 2009.

[22-06-2010 - 09:55] [Manuel Tinoco]

::. Mais Notícias desta Secção
Total Notícias: 4
 

FESTA NA AMÉRICA EM FAVOR DOS BOMBEIROS COURENSES
Na tarde do dia 21 de Setembro, o salão nobre do Sport Clube Português de Newark – New Jersey, foi palco de um almoço convívio, cujo objectivo primordial era o de angariar fundos para a compra de uma ambulância para os Soldados da Paz da nossa terra, aquela que é, presentemente, a necessidade mais urgente. Para além de registar uma enchente, cuja cifra rondou as 400 pessoas, este convívio serviu também para rever muitos dos courenses que andavam arredados desde há muito dos eventos que se realizavam para a nossa terra, desta vez compareceram em massa, sendo visível a alegria reinante, como há muito tempo não se via, numa demonstração de união e amizade entre todos, bem como o amor que nutrem pela terra-berço. Foi agradável demais e com eles, muitos amigos e familiares doutras terras, facto que registamos com agrado.

[21-10-2014 - 10:26] []


LER MAIS

Liliana Guerreiro expõe em Nova Iorque
Liliana Guerreiro foi a primeira portuguesa a expor as suas peças no Museu de Arte e Design, nos Estados Unidos, entre os dias 6 e 10 de Outubro. A designer courense foi uma das 50 convidadas para o “Loot: Mad about Jewerly”. Este evento realiza-se anualmente nos Estados Unidos e dá a conhecer peças de joalharia contemporânea de todo o mundo. A Liliana, hoje com 39 anos, é designer de jóias há 14 anos e dedica-se à reinterpretação da filigrana. Natural de Cossourado, terra situada no coração do Alto Minho, fez com que a Liliana vivenciasse de perto as festas desta região onde as mulheres desfilavam com trajes e carregadas de ouro.

[21-10-2014 - 10:29] [Patrícia Esteves]


LER MAIS

Após transplante bi-pulmonar zezinho prestes a regressar a casa
José António Martins prossegue o longo e paciente período de recuperação do transplante bi-pulmonar a que recentemente foi sujeito. O jovem de São Martinho, carinhosamente tratado por Zezinho, continua a acumular apoiantes nas redes sociais, plataformas onde todos podem acompanhar os passos que vai dando rumo a uma nova vida, feita de mais esperança. Uma foto recentemente publicada documenta o Zezinho com a equipa médica e todos os profissionais que desde a Corunha operaram este quase milagre de conferir uma outra alegria e força ao nosso conterrâneo. Depois de ter visto os seus dias imensamente dificultados pela fibrose quística, uma doença crónica e crescentemente incapacitante, o Zezinho gerou à sua volta uma gigantesca onda de solidariedade, pessoas da sua freguesia, do seu concelho e não só, gente que se disponibilizou a dar todo o apoio financeiro que o nosso amigo precisasse, ao longo de uma espera por dois novos pulmões que lhe permitissem respirar melhor, uma espera que poderia ser longa.

[21-10-2014 - 10:31] [José Miguel Nogueira]


LER MAIS

NAS COMEMORAÇÕES DO 15º ANIVERSÁRIO DO CNC
Campeã europeia SARA MOREIRA EM PAREDES DE COURA
O Clube Natação e Cultura de Paredes de Coura (CNC) está a comemorar os seus 15 anos de existência. Dando corpo ao ecletismo que assinala a sua actividade, o clube estabeleceu um vasto programa comemorativo que se estende desde o primeiro fim-de-semana de Outubro até ao dia 26, data que agendou uma gala de encerramento. Tudo começou na cerimónia de apresentação das comemorações, que decorreu no Centro Cultural, no dia 3. Tendo como ponto forte a presença de um nome grande do atletismo português, Sara Moreira, campeã europeia dos 3000 metros em pista coberta, a sessão abordou ainda a temática da morte súbita no desporto, sob a tutela de um conceituado clínico da área, Henrique Pacheco.

[21-10-2014 - 11:03] [Henrique Reis]


LER MAIS

 

:: Opinião
quotidianos
Decorrem os dias em outono molhado de tanta chuva, que não para de cair, como se o céu estive para sempre pintado de um tom de cinza escuro. Falando em dias passados, recordo uma visita que fiz em Paredes de Coura, no primeiro fim de semana de outubro, à Capela Ecce-Homo, de Padornelo. Confesso que, depois de tantas vezes ter passado por lá, na minha apressada infância, nunca tinha entrado na capela, e possivelmente jamais reparei no estilo barroco que lhe serve de postal especial no domínio da arquitetura e arte.
LER MAIS
:: Opinião
OS ADORADORES DO BEZERRO DE OURO
Na correspondência travada com muitos dos amigos da minha editora foi-me enviado um dia destes uma frase de uma grande filósofa e escritora americana, de nome Alissa Zinovievna Rosenbaum, mas mais conhecida por Ayn Rand, que aqui reproduzo e constituiu motivo para a presente crónica. A frase é a seguinte: “Quando te deres conta de que para produzir necessitas obter autorização de quem nada produz, quando te deres conta de que o dinheiro flui para o bolso daqueles que traficam não com bens, mas com favores, quando te deres conta de que muitos na tua sociedade enriquecem graças ao suborno e influências, e não ao seu trabalho, e que as leis do teu país não te protegem a ti, mas protegem-nos a eles contra ti, quando, por fim, descobrires ainda que a corrupção é recompensada e a honradez se converte num auto-sacrifício, poderás afirmar, taxativamente, sem medo de te equivocares, que a tua sociedade está condenada”.
LER MAIS
:: Opinião
O DIA 24 DE OUTUBRO
Vinte e quatro de Outubro de 1967, uma segunda-feira. O tempo estava bom, durante o dia houve sol e algum calor, embora o Outono já tivesse chegado há cerca de um mês. Foi um dia de muita ansiedade para o pessoal da minha rua, no qual eu me incluía, da Travessa Henrique Cardoso, em Lisboa. Tínhamos que nos apresentar no Campo de Tiro da Serra da Carregueira, Sintra, até às 17.45 horas desse dia, a fim de sermos incorporados no Serviço Militar Obrigatório. Era a quarta e última incorporação anual.
LER MAIS