www.noticiasdecoura.com
noticiasdecoura@gmail.com
Tel.Fax 251 782 643

Edição on-line

 
   
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 


::. Paredes de Coura
.:. ver todas as notícias desta secção
Total Notícias: 169
 

Contributos para a história da Igreja Matriz (II)
A despedida. Agradeço a todas as pessoas que após a primeira publicação desta rubrica tiveram a gentileza de me ceder mais imagens e dados históricos. Nesta edição é publicada uma imagem da frontaria da antiga Igreja Matriz, onde se pode ainda vislumbrar parte da torre sineira, das escadas de acesso ao coro-alto, e a capela de Nossa Senhora das Dores. Nesse local era venerada uma singular imagem de roca que foi vendida, bem como diversas peças sacras, sendo posteriormente adquirida a actual escultura de Nossa Senhora. Qual será o paradeiro desse património? Informações são sempre bem-vindas.

[30-04-2013 - 10:38] [Eduardo Daniel Cerqueira]


LER MAIS

Contributos para a história da Igreja Matriz (I)
Quase a completar dez anos da minha colaboração com o NC, e impulsionado pelo cinquentenário da inauguração e bênção da Igreja Matriz de Paredes de Coura, que se comemorará condignamente no primeiro fim-de-semana de Maio, inicio uma rubrica com a qual pretendo dar a conhecer um pouco da história da Igreja-mãe do arciprestado courense e outros dados relevantes da paróquia. Conto com o auxílio dos leitores para a transmissão de informação, bem como a cedência temporária de imagens a fim de serem reproduzidas, quer neste periódico, quer numa projecção audiovisual que terá lugar no primeiro dia dos festejos do cinquentenário.

[19-03-2013 - 10:16] [Eduardo Daniel Cerqueira]


LER MAIS

Foto Rotiv com nova gereência
Emblemático estabelecimento de fotografia situado no Largo Beato Redento da Cruz, na vila de Paredes de Coura, a “Foto Rotiv” passou de pai para filho. Após 33 anos ao leme do estabelecimento, Vítor Cunha, o fundador da “Rotiv”, achou chegado o momento da merecida reforma. Assim, a gerência é agora do filho Vítor Emanuel, que há já mais de uma vintena de anos era o braço direito do pai.

[19-03-2013 - 10:17] [Gorete Rodrigues]


LER MAIS

Bricoura, a nova loja agrícola
Abriu um novo espaço dedicado aos agricultores na vila de Paredes de Coura. Chama-se Bricoura e ocupa edifício da Rua Aquilino Ribeiro, junto à Volta da Quinta. Bruno Ramos é o jovem empresário apostado no sucesso do empreendimento. Com formação na área, decidiu abrir o novo espaço confiante de que “vamos ao encontro da área em que estamos inseridos”.

[05-03-2013 - 09:46] [Gorete Rodrigues]


LER MAIS

Cantar os Reis
Na véspera do Dia de Reis, uma representação da Associação Cultural de Paredes de Coura, em conjunto com alguns amigos, proporcionou um momento único, devido à surpresa que causou a todos quantos assistiam à missa vespertina celebrada na (quase cinquentenária) igreja matriz. No final da cerimónia, os fiéis foram brindados com um tradicional cântico de reis, sendo que o pároco, padre Eurico, depois de dar a imagem do Menino a beijar, dirigiu-se para a entrada do templo para ouvir os cantares e agradecer aos músicos pela iniciativa.

[22-01-2013 - 15:12] [Eduardo Daniel Cerqueira]


LER MAIS

Contabilidade e fiscalidade no Espírito Santo
A Assistcoura é uma recente empresa, constituída por dois jovens courenses, Paulo Silva e Ana Pinto. Em Setembro passado, a Assistcoura adquiriu o antigo gabinete de Ana Cunha, situado na Rua Tenente Coronel Cunha Brandão, perto do Espírito Santo, na vila de Paredes de Coura, continuando aí, a desenvolver a prestação de serviços nas áreas de Contabilidade, privada e pública (POCAL), Fiscalidade e Auditoria, Projectos de Investimento, Mediação de Seguros e outros serviços, como o tratamento de processos de reforma (nacionais e internacionais), entre outros.

[18-12-2012 - 11:08] [Gorete Rodrigues]


LER MAIS

Nova clínica dentária na Vila
Entrou em funcionamento em Paredes de Coura, no dia 17 de Novembro, a clínica médica dentária “M Clinic”. As novas instalações situam-se no Largo 5 de Outubro e aliam conforto e qualidade a uma arquitectura moderna.

[20-11-2012 - 11:08] [Gorete Rodrigues]


LER MAIS

Último adeus a um bombeiro de fina estirpe
No dia 5 de Outubro, rumou à eternidade João Vieira de Sousa, conhecido pela alcunha de “João da Lina”, sendo descendente de José Maria de Sousa e de Idalina dos Prazeres Afonso Vieira. Nascido na vila de Paredes de Coura, em 8 de Janeiro de 1934, era casado com Dulce Cunha, e pai de Alice e José Sousa. Figura bem conhecida em todo o concelho, desempenhou durante largos anos a função de membro da comissão fabriqueira de Santa Maria de Paredes (Vila).

[23-10-2012 - 14:37] [Eduardo Daniel Cerqueira]


LER MAIS

Natal em Agosto
A freguesia de Paredes de Coura esteve representada no Cortejo Etnográfico das Festas do Concelho, no passado dia 11 de Agosto, com mais de 8 dezenas de figurantes que encenaram episódios da quadra natalícia de antanho, numa organização conjunta das Associações Culturais de Lamamá e de Paredes de Coura.

[04-09-2012 - 11:05] [Eduardo Daniel Cerqueira]


LER MAIS

Novo cabeleireiro com serviço de tatuagens
Abriu no dia 23 de Junho, no CouraShopping, na vila de Paredes de Coura, o “MCabeleireiro”, de Márcia Alves, mozelense de 26 anos já com larga experiência no ramo. Este é um espaço que apresenta todo o tipo serviços de salão de cabeleireiro, inovando com o serviço de tatuagens.

[03-07-2012 - 10:04] [Gorete Rodrigues]


LER MAIS

Seguinte Última
 

:: Opinião
Quotidianos
Declaro que a minha única paróquia é a de Santa Maria de Paredes e que, por tradição, venero Nossa Senhora das Dores e Santo António, além de admirar S. Lourenço, talvez pela acuidade e profundidade dos sermões do Padre Manuel, de Bico, que sempre ouço no dia 10 de agosto, em Cerdeira. Faço esta declaração prévia porque hoje falo de uma outra religiosidade, a que está ligada à política. Depois do verão, de tantos santos e santas venerados em festas que se realizam no concelho de Coura, aparecerá, frondosa na sua elegância de promessas terrenas, a nossa senhora das eleições. Tudo aponta para que se realizem em outubro. E esta santa dos políticos é a mais venerada pelos portugueses, mais concretamente por uma determinada percentagem de eleitores, face à elevada percentagem de abstenções.
LER MAIS
:: Opinião
Deve um Governo que subestima a Cultura ser reeleito?
Há não pouco tempo atrás, um ilustre membro do actual Governo, o secretário de Estado da Cultura, declarou publicamente que “um povo inculto é um povo feliz”. A declaração provocou naturalmente vários comentários que de imediato começaram a circular nas redes sociais, a maior parte dos quais optaram por um tom jocoso. Se bem que o humor crítico que encontrei nalguns deles esteja muito longe da verve com que Rafael Bordalo Pinheiro, a par do desenho satírico, fustigava os políticos e a governação do seu tempo, não deixei de sorrir ao lê-las e de lamentar que actualmente não tenhamos um só jornal ou revista que cultive essa forma de crítica. Relembrei esse inigualável escritor e caricaturista, criador de um jornal, A Paródia, que se propunha pôr a nu, e pôs, o conservadorismo e a estagnação mental dos portugueses, mais propensos a mudarem de fato do que de ideias (ontem como hoje), mas poderia relembrar outros jornais, como Os Ridículos e o Sempre Fixe, que muito mais tarde, mesmo sob a apertada vigilância da Censura, não deixavam de criticar de forma semelhante, o regime vigente.
LER MAIS
:: Opinião
UMA GRANDE AVENTURA
Eu já tenho a idade suficiente para dizer: “Eu sou do tempo em que…” É verdade, eu sou do tempo em que uma viagem de Lisboa para Paredes de Coura era uma grande aventura e demorava cerca de treze horas e mais!... Treze longas horas, gastas em transportes altamente morosos e nas esperas para fazer as devidas ligações. Andava, quase sempre, no chamado comboio-correio, visto o bilhete ser mais barato e haver as ligações necessárias até chegar às terras da Galécia, mas era uma viagem extremamente cansativa. Para se ganhar um dia, tomava geralmente, o comboio nocturno que partia de Santa Apolónia à meia-noite e quinze minutos e chegava à estação de Porto/Campanhã depois das sete horas, mas sempre atrasado. Até aí, a viagem significava uma noite perdida sem dormir, um bocado que fosse, e com longas paragens durante o percurso. Entroncamento, Coimbra, Pampilhosa da Serra e Devesas/Gaia, era onde se gastava mais tempo. Depois, tinha que esperar pelo comboio da Linha do Minho, a chamada automotora que vinha de S. Bento e chegava um pouco antes das nove horas.
LER MAIS
:: Opinião
Sabe mesmo o que foi a troika?
Vamos lá esclarecer uma coisa. Ninguém gosta, suponho eu, de pessoas contraditórias. Gente que hoje diz uma coisa e amanhã diz outra completamente diferente. É triste não só para nós como também é muito mau para essas pessoas. Perdem a credibilidade e sobretudo o respeito de quem as admirava até então. Há três anos, um senhor contou aos jornalistas ter tido uma discussão privada com José Sócrates na altura em que este era Primeiro-ministro. Esse senhor pediu insistentemente a Sócrates que chamasse a troika (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional). E Sócrates não queria fazê-lo. “Tive uma discussão com ele gravíssima, porque queria que ele pedisse o apoio e ele não queria. Falei muito com ele durante muito tempo, duas horas ou três, discutimos brutalmente mas amigavelmente, eu a convencê-lo e ele a não estar convencido”, contou esse senhor aos jornalistas há três anos, no Casino da Figueira da Foz.
LER MAIS